eu quero falar o que sinto.........


Os senhores da Terra optaram pela aceleração do "desenvolvimentismo". Modelo consumista e insustentável ante a vida no planeta. Extermina-se diariamente de forma impiedosa a natureza mãe e milhões de vidas sencientes, causando os atuais desequilíbrios sócio ambientais... Este é o trilho inexorável e involuto, traçado pelo financismo rentista global, gerador das atuais crises sócio políticas, e da calamidade ambiental, da desvitalização, da ausência de imunidade natural, nas chamadas enfermidades "crônicas",

...Vivemos este processo de decadência moral e fisiológica como se fossemos seres já natimortos, anestesiados pelas contra informações de uma mídia venal, deseducadora e corrupta, aceitando passivamente a pulverização do "veneno nosso de cada dia" na agro cultura transgênica, e na carcinogênica e (criminosa) PECUÁRIA INDUSTRIAL. Vivemos o pesadelo da formulação ideológica da "logica do LUCRO" como um fim em si, participando involuntariamente do suicídio coletivo da espécie, assistindo todos elementos básicos de sustentação vital desaparecerem na poluição do ar, das águas doces e nos mares, mas especialmente na alimentação industrializada e "carnista", hiper quimifica e desvitalizante...

Gerou-se em apenas dois séculos da história humana na terra, uma engrenagem essencialmente antivida, que inverteu todos os valores e códigos éticos minimamente necessários para a sobrevivência sustentável.

Impregnou-se na espécie humana uma brutal insensibilidade perante os seus próprios semelhados, e também aos animais não humanos (império do desamor organizado pela mera ganancia e ignorância).

Agride-se arrogantemente a natureza materna e a todos os seres sencientes; explorando-os de forma brutal e abominável, transformando-os em meros produtos alimentícios mercantilizados, instituindo a violência do "especismo", consentido e cultuado na idiotia comportamental das nações globalizadas, algo absolutamente amoral, aético, no consentimento da barbárie do holocausto animal. São estes os fatores negativos pós modernos, intrinsecamente associados a já insana corrida secular do capital rumo ao "ouro de tolo", que sustenta o sistema das mercadorias, das guerras, do luxo e do lixo...

O carnivorismo além de aumentar a fome mundial, e elevar o preço dos alimentos básicos, com pastagens ocupando os espaços de plantações, é hoje o principal agressor ecológico...e ético da Humanidade

                                                                                            






Enquanto o homem não consegue superar seu antroprocentrismo ; que é seu egotísmo crônico...(com paladar culturalmente condicionado)
continuará erroneamente a nutrir-se; e a lucrar, com a violência do abate, e do cruel extermínio,  da vida de inocentes e dóceis espécies; simplesmente porque se auto outorga, falaciosamente, como o senhor absoluto do direito à vida...
E não há com escapar da "vingança" desta atitude arrogante! ...Pois o preço desta fatura é impagável : são as atuais enfermidades crônicas!...
                 

Nobel de medicina vê relação entre consumo de carne e câncer

DA DEUTSCHE WELLE, NA ALEMANHA
Infectologista alemão Harald zur Hausen está pesquisando se vírus insensível ao calor causa câncer de cólon. Ele adverte que o consumo de carne vermelha é um dos fatores que favorecem o surgimento da doença.
O cientista Harald zur Hausen foi premiado com o Nobel de Medicina em 2008 por sua descoberta de que o vírus do papiloma humano (HPV, do inglês human papilomavirus) causa câncer cervical, a segunda forma mais frequente de câncer em mulheres.
A descoberta possibilitou o desenvolvimento de uma vacina contra o câncer de colo de útero, oferecida gratuitamente na Alemanha para garotas entre 12 e 17 anos de idade. Agora, ele suspeita também que outros tipos de câncer possam ser provocados por vírus.
Continua...

Nobel alemão vê relação entre consumo de carne bovina e câncer intestinal


Infectologista alemão Harald zur Hausen está pesquisando se vírus insensível ao calor causa câncer de cólon. Ele adverte que o consumo de carne vermelha é um dos fatores que favorecem o surgimento da doença.


O cientista Harald zur Hausen foi premiado com o Nobel de Medicina em 2008 por sua descoberta de que o vírus do papiloma humano (HPV, do inglês human papilomavirus) causa câncer cervical, a segunda forma mais frequente de câncer em mulheres.
A descoberta possibilitou o desenvolvimento de uma vacina contra o câncer de colo de útero, oferecida gratuitamente na Alemanha para garotas entre 12 e 17 anos de idade. Agora, ele suspeita também que outros tipos de câncer possam ser provocados por vírus.
Em entrevista à Deutsche Welle, Zur Hausen afirma ainda ser improvável que se encontre uma cura para o câncer nos próximos 20 ou 30 anos, porém ele acredita que os pacientes irão viver mais e melhor. 
Deutsche Welle: Na sua opinião, que tipos de câncer poderiam ser causados por vírus?
Harald zur Hausen: Suspeito que o câncer intestinal e o câncer nos órgãos responsáveis pela produção do sangue possam ser desencadeados por infecções. Ao comparar dados, descobri que a incidência do câncer de cólon varia muito de país para país.
Por isso, não podem ser responsabilizados apenas – como se acreditava até agora – os agentes carcinógenos originados no processo de cozimento do alimento.
Por que não?
Essas substâncias químicas que podem causar câncer se originam do ato de cozer ou assar. Elas são produzidas independentemente do tipo de carne usada.
Não dispomos de provas da relação entre o consumo a longo prazo de peixe ou aves e o surgimento de câncer. Já para outro tipo de carne, há fortes evidências: está se observando que a propagação do câncer está ligada ao consumo de carne bovina.  
Como o senhor chegou a essa conclusão?
Nos países árabes, onde se consome preferencialmente a carne de ovelha e de cabrito, a incidência de câncer de cólon é baixa. Na Índia, onde não se come carne bovina, não há quase nenhum câncer de cólon.
E no Japão e na Coreia, onde a carne se transformou em prato popular apenas no século passado, está havendo um rápido crescimento no percentual de câncer de intestino. Isso não pode ser causado apenas pelas substâncias carcinógenas, já que elas também se originam no preparo de peixe e aves.
Por isso, podemos concluir que na carne bovina haja algum fator específico que ajude a causar câncer.
Para um infectologista não é difícil supor que eventualmente seja um vírus insensível ao calor. Por exemplo, no preparo de um bife mal passado ou "no ponto" é atingida geralmente uma temperatura interna de só 30ºC a 50ºC – e isso, de longe, não é suficiente para desativar um vírus. No momento, estou me dedicando a respostas para essa pergunta, em uma pesquisa intensiva com a minha esposa.
O senhor acredita que algum dia seja encontrada a cura para o câncer?
Tenho certeza de que ao menos poderemos curar casos de câncer num âmbito maior do que hoje. Já demos grandes passos na prevenção e no tratamento da doença. Em casos de câncer de mama ou de leucemia, as chances de cura são relativamente boas.
Mas temos que admitir que alguns tipos de câncer, como o de pulmão e de pâncreas, ou tumores cerebrais específicos, significam para os pacientes praticamente uma sentença de morte.
Contra esses tipos de câncer infelizmente não podemos fazer muita coisa. Acho bastante improvável que possamos erradicar o câncer nos próximos 20 ou 30 anos. O que irá acontecer é que pacientes com câncer irão viver por mais tempo.


Revisão: Roselaine Wandscheer