eu quero falar o que sinto.........


Os senhores da Terra optaram pela aceleração do "desenvolvimentismo". Modelo consumista e insustentável ante a vida no planeta. Extermina-se diariamente de forma impiedosa a natureza mãe e milhões de vidas sencientes, causando os atuais desequilíbrios sócio ambientais... Este é o trilho inexorável e involuto, traçado pelo financismo rentista global, gerador das atuais crises sócio políticas, e da calamidade ambiental, da desvitalização, da ausência de imunidade natural, nas chamadas enfermidades "crônicas",

...Vivemos este processo de decadência moral e fisiológica como se fossemos seres já natimortos, anestesiados pelas contra informações de uma mídia venal, deseducadora e corrupta, aceitando passivamente a pulverização do "veneno nosso de cada dia" na agro cultura transgênica, e na carcinogênica e (criminosa) PECUÁRIA INDUSTRIAL. Vivemos o pesadelo da formulação ideológica da "logica do LUCRO" como um fim em si, participando involuntariamente do suicídio coletivo da espécie, assistindo todos elementos básicos de sustentação vital desaparecerem na poluição do ar, das águas doces e nos mares, mas especialmente na alimentação industrializada e "carnista", hiper quimifica e desvitalizante...

Gerou-se em apenas dois séculos da história humana na terra, uma engrenagem essencialmente antivida, que inverteu todos os valores e códigos éticos minimamente necessários para a sobrevivência sustentável.

Impregnou-se na espécie humana uma brutal insensibilidade perante os seus próprios semelhados, e também aos animais não humanos (império do desamor organizado pela mera ganancia e ignorância).

Agride-se arrogantemente a natureza materna e a todos os seres sencientes; explorando-os de forma brutal e abominável, transformando-os em meros produtos alimentícios mercantilizados, instituindo a violência do "especismo", consentido e cultuado na idiotia comportamental das nações globalizadas, algo absolutamente amoral, aético, no consentimento da barbárie do holocausto animal. São estes os fatores negativos pós modernos, intrinsecamente associados a já insana corrida secular do capital rumo ao "ouro de tolo", que sustenta o sistema das mercadorias, das guerras, do luxo e do lixo...

UMA ELITE EGÓTICA E PREDADORA...



Pois este é o pecado coletivo mortal, ou moral, da elite branca opressora e mercantil que aportou por aqui há mais de 500 anos...Que perversamente extraditou e escravizou o negro Africano, e subjugou e quase exterminou o índio nativo...(já que este, mais rebelde por sua natureza livre, menos se submeteu...).
Deixando-os pelos séculos subsequentes, gerações miscigenadas de “descamisados”, de ”sem tetos”, e de “sem terras”, constituindo, atualmente, os milhões de deserdados, entregues à mercê...das leis draconianas de oferta e da procura, do impiedoso  “deus mercado...” global.
Elites egocêntricas, que vendem cinicamente ao mundo exterior e pseudo desenvolvido, até hoje, uma espúria falácia, de que somos uma nação formada por um povo cordato e gentil.
Entretanto, de vez em quando, esse pano cai abruptamente, quando grupos de turistas, destes próprios países, são, antropofagicamente, aqui assaltados...E barbarizados...
(e aí retomam os foros dos cínicos debates na mídia, e no parlamento, se se deve ou não se deve, aplicar a pena de morte no nosso código civil, se se deve ou não, reduzir à idade da maioridade penal para se assumir a responsabilidade penal).
Pois em nosso país, infelizmente, as discussões que buscam a justiça social e uma melhor redistribuição de renda, e também soluções ante a insana violência atual, nunca são focadas na sua real origem formadora dos entraves, ou sua raiz histórica...
Querem resolver essas questões sócio-estruturais, usando apenas mais repressão penal e policial...E isto é ficar, sem dúvida alguma, cada vez mais distante de uma possível resolução destes crônicos e dramáticos entraves da nossa formação histórica...
Horácio Féres...Observador sócio ambiental...
 — 

Trem negreiro assalariado...

eu sinto alguma coisa de "navio negreiro" no ar do metro paulistano, que transporta desconfortavelmente, milhões de trabalhadores, para serem explorados em seus respectivos trabalhos..."cansados e tristes...mas são todos felizes" porque simplesmente há um trabalho, num pais em grave crise econômica e ética, e que atingiu em junho de 16, o patamar de 11 milhões de desempregados...

A Fábula é um espelho ...

A fábula é uma narrativa curta, de fundo didático, que encerra alguma lição de moral e ensinamento útil, que nasceu com a própria civilização e foi transmitida através dos seculos e gerações pela oralidade, a fabula usa animais falantes e elementos naturais ...O francês La Fontaine, foi o grão mestre dessa arte herdada do grego Esopo, sec vII A.C...é uma alegoria precisa de representação da natureza humana através dos animais...

Memorias...

o "ultimo" LP, ou "bolachão", dos "Stones" veio numa capa dupla retangular, bem modernosa para os padrões estéticos e musicais da época, 
fugia do convencional formato quadrado...no som idem...
A musica "Ruby Tuesday" era um top nas paradas.. .
Meu saudoso e querido primo Marcelo, um "riperico" colocava o som no ultimo volume, subia em cima da mesinha de mármore da ampla sala de visitas, e mexia os quadris eroticamente como Mike Jagger...
Vovó Ina, que o amava mais do que qualquer outro neto, acompanhava a cena sorridente aprovando-a completamente ...
Num repente, com o metralhar da bateria, ele saltava da mesa, abraçava-a, e dançavam juntos...
Não dava outra , até o grupelho de "esquerda" séria e triste num canto, "discutindo a conjuntura ditatorial"
 ao ver esta cena, entrava tb num clima eufórico do rock end roll...
e vida que segue...
 — 

cinza ou grisalho?...

Muitos falam dos possíveis males de uma vitória do "conservador" Donald Trump...
mas tanto faz o próximo ocupante da Casa Branca ser alguém entre o cinza, ou o grisalho...
dá na mesma!...lembro-me de quando Obama tomou posse, uma prima minha que mora por lá, passou me posts otimistas naquelas de q. "agora vai"!...
mas o que mudou nesses oito anos de Obama?...
a não ser alguns móveis na casa Branca...nada...só dá bla bla bla...
o Sistema é impessoal e feroz....não escolhe cor, nem gênero, escolhe quem lhe apraz...só isso...

você teria coragem?

até compreendo que você ainda se alimente de carne animal, porque ainda não conecta que é uma vida que se foi cruelmente...
e que também ainda desconhece que isso é desnecessário,
 além do que há um condicionamento ideológico do "carnismo", econômico, e social para aceitarmos a barbárie  do holocausto animal como normal, natural, e até ético,...
Mas você teria mesmo coragem de matar com suas próprias mãos essa criaturinha aí abaixo para poder almoçar?
pelo planeta pelos animais pela sua saúde...
junte-se a nós, que lutamos pelos sem voz...

ajude-nos a sanar essa sandice
humana!

A UM AMIGO Q. PARTIU SEM SE DESPEDIR..


Diz um dito q. “quando um ser humano morre, morremos um pouco tb”...
Quando algum desses seres humanos são nossos conhecidos “morremos” mais ainda...
Mas quando morre algum amigo que amamos de verdade, indo-se para sempre, aí sim, sentimos que perdemos um pouco até da vida que temos...
O poeta Schiller, em sua “ODE à ALEGRIA”, disse q. é um privilégio 
alguém poder ter na vida com “um amigo leal e verdadeiro” ...e conclama a quem isso porventura tenha conseguido q. “junte-se a ele, e rejubile-se”
...de ti, querido Tásio, eu posso dizer q. ora mesmo te perdendo, tive esse privilégio! 
( se isto já era difícil no séc. 19, imagine em nossos dias tenebrosos, ou temerosos) ...
Ontem à noite, ao chegar em casa, ligando a máquina, 
soube pelas ondas eletromagnéticas da web que havia perdido um amigo querido...fiquei mui entristecido, naturalmente, desliguei logo a máquina, pois perdi a normalidade...ou aquele entusiasmo momentâneo com as coisas...soube desta triste notícia por uma carta amorosa da sua filha, reverenciando-o.
Demorei muito a dormir, pois foi inevitável recordar a nossa entranhável amizade desde os anos 70...
Conhecemo-nos nos anos de chumbo da ditadura militar...numa era radicalizada, em que os elos similares se fortaleciam...e a solidariedade também...e isto ele ensinou-me de montão...fluía nele naturalmente...(passados quarenta anos após; ao perder meu filho de 17 anos, num acidente, ele foi o primeiro amigo a vir me visitar, e apresentar o seu apoio e a solidariedade  a nossa dor...algo inesquecível!...) 
Eu e minha esposa o amávamos...seu jeitão solto, irônico, inteligente, ...sempre com uma pitada de humor e sabedoria em tudo...
Após essa fase dos anos de chumbo, reencontrei-o nos anos 80, quando trabalhava lá na “boca da fotografia”, na rua Conselheiro Crispiniano; ele ali na minha frente querendo orientações para comprar uma câmara fotográfica: queria ser um fotografo!...
Achei até hilário de certa forma, um homem já formado, professor universitário, querendo àquela altura da vida mudar o rumo da sua vida profissional...
Ele querendo adquirir uma câmara mecânica; então orientei-o a se modernizar, pois embora estivéssemos ainda na era analógica da fotografia, já existiam as câmaras semiautomáticas, e as totalmente automáticas; mas ele foi bem firme e decidido no que queria... então vendi-lhe uma Nikon F2 , um ícone mecânico de eficiência profissional, embora a própria “Nikon” já tivesse lançado câmaras com a Nikon FA (automáticas), era como se hoje na era digital vc quisesse comprar uma máquina analógica...mas ele estava decidido no que queria...era resoluto mesmo...então vendi-lhe a tal F2;...

 lembro-me q. enquanto expunha-lhe as qualidades e o instruía sobre o manuseio da câmara ele perguntou-me o preço...disse-lhe o valor, e ai ele pediu um tempinho, saiu inesperadamente da loja na Conselheiro, sem me dizer nada, atravessou o viaduto Anhangabaú e em frente ao que é hoje a prefeitura municipal, existia à época uma filial do Bemge. Lá sacou o valor, e o trouxe em espécie, (o que não era pouco) ...falhei-lhe então dos riscos que correra ali no centrão, em andar com dinheiro vivo, mas ele só sorriu de leve, e levou embora a sua câmara todo feliz, parecia um menino que ganhou um presente desejado.
Apelidou-me de “professor”, e vinha quase que diariamente na minha loja para conversarmos sobre fotografia, enquanto ia montando aos poucos um laboratório P&B em seu apto...
Nossa amizade intensificou-se, pois, ele passou a ser tb o "meu professor" de nutrição...levou-me para almoçar no SATORI, do Tomio Kikuche, onde retomei os cuidados e estudos com a importância da nutrição, até tornar-me hoje um ativista Vegano, e protetor da vida animal. Devo a ele boa parte desta trajetória...muita gratidão por isso...deu-me tb de presente um livro maravilhoso do fotografo norte americano, Ansel Adams, que guardo até hoje com muito carinho, segundo ele, uma retribuição ao que lhe ensinara sobre fotografia...
Com o passar dos anos, mudou-se para o Mato Grosso, onde foi lecionar na Universidade de lá...mantínhamos contatos pelo Face...casou- se novamente, transmitia fluidos de felicidades e isto me deixava tb feliz ...
Quando fiz meu blogdohora.blogspot.com , e postei uma citação de William Reich, ele escreveu palavras críticas bem generosas a meu respeito, elogiando-me mais do que sou, mas o que deveras emocionou-me...
Com o tempo fomos perdendo os contatos, o que acho normalíssimo no nosso tempo disperso, mas de vez em quando eu ainda o cutucava no seu F.B ...e nada de retornos...de 2014 pra cá, só silêncio...pensava: somos de uma geração q vive com um pé nas redes e um outro fora...

”vai ver q. tirou os dois pés do Face; pensava, mas deixei-lhe um último recado: 
“temos saudades!...aparece bichão!”...mas nada! ...
Ontem vi uma foto sua junto com a filha, de rostos colados, sorrisos; numa daquelas fotos das quais ele as curtiria por muitos segundos, a analisaria como o psiquiatra Ângelo Gaiarsa analisava fotos na mídia, até por minutos, se preciso fosse, e depois soltava a sua opinião bem franca...recheada de verve e muita originalidade...
Hoje de manhã, dando a triste notícia para a minha esposa que tb o amava, muito nos emocionamos, ao lembrarmos detalhes do seu estilo único...só conseguimos chorar...o q. foi até bom...desabafou um fardo retido em mim desde ontem à noite...sentimos!...
pois sei q. se estivesse aqui conosco, meu amigo, tenho certeza, q. nos abraçaria tb, e choraríamos juntos...
A vida é isso aí mesmo ...é como um flash!...um brilho que nos ilumina momentaneamente, e se apaga rápido...mas q. nos humaniza, ou eterniza-nos tb!...
Descanse em paz querido, dela, só podemos reter ou levar o perfume do que fomos uns para com os outros, e vc exalou 9,5... 
isto para não dizer que seu “professor de fotografia” te favoreceu com uma suspeita nota 10...
um beijo aonde estiveres descansando...
das dores, do enfado, e das tribulações deste planeta escola, ainda tão atrasado...

https://youtu.be/DPL_SV3n7IU

O despertador...

https://youtu.be/tb6BgMz0FNs
Acordar com seu canto...isto é para poucas sensibilidades!...
mas quem um dia porventura já pode ter o prazer deste privilégio, 
sabe que isso é algo inefável e indelével...

LI... VRE...

.https://youtu.be/IBq9bV9rTHc
Chegamos em PERUÍBE às duas da madruga...
Dormimos até às nove...
Fizemos do-in um no outro...
Chove suave e delicadamente ...
Em pé, ouço daqui as ondas do mar...
e estou completo...
No café me fizeram um cafuné...
Sou Feliz...
Andamos sob o vento brando na orla vazia, pisando num chão descalço de areia dura, úmida, e fresca aos pés...
O ar era ar...
já tinha até esquecido do seu sabor e cor...
respirava fundo até dormir acordado,
e inspirando suave ouvia ecos dos pássaros passageiros,
felizes e completos....

O LAÇO DOS SEUS OLHOS...

https://youtu.be/t894eGoymio
tinha tantas coisas pra ti dizer mas preferi ficar deitado na tenda colorida do silêncio borbulhante dos pensamentos contidos...
entre tantos soltei só um:
 seus olhos taciturnos e belos penetraram no cerne da minha iris desarmada, e aí, quando olho de volta dentro dos seus olhos, eu caio mais uma vez no encanto prisioneiro da emoção de poder ter te conhecido e o de viver contigo...

DOR LÍQUIDA...

SUAS LÁGRIMAS... 
BANHO ME NELAS NUM MOMENTO SECO
 EM QUE NAUFRAGADO...

PARO E ABSORVO TUDO ,
TE OLHO TURVO COM A TERNURA PERDIDA ...
MAS DE UM OUTRO MODO,
PUXO LENÇOS JÁ  ÚMIDOS
E DELICADAMENTE LHE DIGO...
SÃO MINHAS TAMBÉM...
VOU GUARDA-LAS PARA SEMPRE NA MINHA PELE

 PARA QUE JAMAIS AS LANCE FORA ASSIM...

TEU CALOR...

NÃO PRECISO DAR PROVAS A TI DO MEU CALOR...
ANTE SUA PRESENÇA AUSÊNCIA QUE FALA CALADO ...
QUE CONSEGUIR O TEU AMOR...

AMADA MINHA, 
SIM FOI A MINHA MAIOR ELEGIA
OU O SOPRO SUAVE ...


DA EMOÇÃO DE ESTAR CONTIGO E COM TUDO...
ENTRE TANTOS ACHADOS E PERDIDOS...
ACHEI QUE ACHEI SIM A FLOR DOURADA DO PERFUME ÚNICO DA ALEGRIA DE SE ESTAR VIVO E TI AMANDO...

https://youtu.be/t894eGoymio

REGISTRA DOR...


O REGISTRA DOR...
Sinto-me atemporal e assintomático,
não sinto nada...e sinto tudo tb...
contraditório, dicotomizado, paradoxal...
quase um boçal do sim e do não...

mas uma coisa é certa como o sol...e digna...
não fui apimentado nem salgado...
nem satírico nem irônico e nem mordaz...
tampouco malicioso...nem rosnei...nem mordi...
não feri, nem molestei...não irritei nem inquietei...
muito menos jactei-me...como registro
apenas amei...fluiu
e fui/sou feliz com essa simplicidade saída,
porque ela é real,
existe cá dentro de mim, e não há como deleta-la...
insiste, tenta, apoquenta ...evapora...vai embora...
e no outro dia tudo isso recomeça
de novo...

https://youtu.be/l_45-1FU-QQ

CANTIGO..

sim, tinha gosto de cravo...
ou mel?...
não me lembro...
mas só sei que o perfume exalado, 

era o mesmo da "Dama da Noite"...https://youtu.be/_HMjOiHqE18

ATRÁS...

Ainda ontem procurei teus passos no universo todo...
não vi nem pegada...as lembranças foram se perdendo na poeira cósmica
 dos meus olhos que ardiam de dor...
 lágrimas de sal e açucares escorriam enquanto procurava um lugar de descanso contra o teimoso vento que me dizia que tinha que continuar te caçando como fera ferida perdida num espaço abismal entre nós...aberto por um imenso oceano das palavras mudas...
eu, um simples poeta pateta perdido também nesse espaço incomensurável de meu Deus, achando que achei alguma coisa preciosa...bondosa...meiga e carinhosa...e que morrer viver só vale mesmo a pena se tiver um carinho...por isso ti aminho...for ever...
https://youtu.be/_HMjOiHqE18

MOTIVO...



"Eu canto porque o instante existe
e a minha vida está completa.
Não sou alegre nem sou triste:
sou poeta." 
eterna/ mente Cecília ...
 https://youtu.be/v2jP9PkyEiA

Comunicação virtual...

Num Facebook, por ex, com o tempo vc aprende que: 
não dá mesmo pra agradar simultaneamente a Gregos & Corinthianos... 
q. amigo virtual é algo igual mingau de vento, ou biruta de aeroporto, girando conforme sopra a brisa...
q. os tais amigos virtuais, não são como aqueles antigos "do peito"... 

alguns são mais fugazes q. um click de mouse, ou truque de mágico de circo...
somem subitamente... assim como apareceram um dia...
e q. a sua linha do tempo é uma auto psicanalise pós moderna, onde o divã é a sua própria consciência e a transparência do que vc acha que é correto, ou vero...
e q. isso só atinge ou emociona pessoas na mesma vibração ou sensibilidade sua, pois o F.B é um reflexo ou sombra do relacionamento real, mas sem poder jamais vir a sê-lo ...

O CAÇADOR DE IMAGENS...

Quando fotografei este macaco "prego", numa fazenda em Minas, usando uma potente teleobjetiva de 300 mm, entendi naquele momento a diferença entre um fotografo caçando imagens e um homem "caçador"comum : um eterniza em imagens seres maravilhosos da natureza, enquanto o outro os exterminam covardemente...

legado...

Depois de ralar o pão que o patrão nunca sovou, de passar pelo arco iris triunfal das dores impostas pela vida, aí q. fui descobrir a força do amor...aquela q. move até montanhas...derruba muros...e ensina-nos a navegar com asas...tudo fruto de uma relação simétrica, na qual antes da síntese atual...fui sim alguém moído...torturado... aturdido...puído...sem espaço natural, até fazer fronteira com a loucura do desencanto......entretanto, com o passar dos anos,  lapidado, descobri a "chave de Davi"...a "lampada de Aladim" da simplicidade de ver e sentir o mundo...de q. pra viver em paz conosco mesmo temos que saber apenas duas coisas básicas: que não somos nada perante o cosmos infinitum...órfãos mesmo...mas que podemos em tempo agarrar no leme do nosso destino já traçado, e ao menos desvia-lo dos obstáculos normais que surgem cotidianamente...evitando os desconfortos, e as amarguras impostas, para quando um dia daqui partirmos, o único legado deixado seja um suave e agradável perfume na memoria daqueles que mais amamos...
 https://youtu.be/yqfHLqZaSiw

 —

Confissão...

Delica da mente peço-lhe des culpas pelas minhas culpas...
no fundo o peso dos meus olhos cansados

 caíram sobre o mar inavegável das sua procelas ...
trago-lhe então flores sim que são símbolos dos amores realizados ou não
...e que me perdoes mais uma vez aquele pigarro engasgado 
na hora de dizer sim frente ao padre nostro espiritum sancto...amém..

Ga-lÔooo!!!

GA-LÔ!!!...GA-LÔ!!!...eu tinha 14 aninhos e fui estudar em BH...fiquei hospedado na casa de amigos dos meus pais antes de ir morar dias depois, numa pensão estudantil na rua Padre Anchieta...o filho deles, era um moleque branquinho e míope q. tinha o apelido de "Cupim"; ele era da minha idade,  um torcedor cruzeirense fanático que levou-me ao "Mineirão" para assistir o grã clássico das alterosas...entre o Galo x Raposa...fiquei sentado com ele na torcida celeste, e vi a nossa frente uma ferradura que nos cercava em preto e branco toda embandeirada, com faixas, fogos, charangas, e balões alvinegros, que cantavam e gritavam feito loucos varridos o tempo todo, principalmente o refrão de incentivo à luta :...Ga-lô!!!...Ga-lô!!!
Naquele jogo só deu o Cruzeiro em campo, um timaço que tinha entre outros craques, Tostão, Piazza, e Dirceu lopes,...foi um baile ...3 x 0, foi o que chamam no futebol de um showcolate...
Mas o que mais me impressionou ali, não foram os três craques do "tripe" cruzeirense, nem os três gols feitos...foi a atuação inacreditável daquela torcida incansável do Galo...passaram o jogo inteiro gritando, xingando o juiz, e incentivando sem parar o seu time...e a cada gol tomado não se calavam jamais...e quando já estava no fim do segundo tempo, sem mais tempo de reagir ao placar adverso, ela, a enorme massa do Galão, como é chamada por lá, começaram em peso a cantar o Hino do Clube...nem os cruzeirenses conseguiam abafar ou vaiar aquilo...era a paixão total!
Aí no final do jogo, o meu novo amigo cruzeirense, o Cupim, decepcionou-se muito comigo quando perguntou-me na saída do estádio, se a partir daquele dia eu iria começar a torcer para o seu time...eu disse-lhe com firmeza que não...e que gostei mesmo foi da torcida do Galo...algo inesquecível...até hoje a unica ligação q. ainda mantenho com o decadente corrupto e  mercantilizado futebol brasileiro, é sem dúvidas aquela torcida fantástica...o que vi foi indelével, e para sempre...para quem não conhece essa torcida, e nem curte futebol, só a titulo de curiosidade assistam qualquer hora no You Tube "O dia do Galo"...(um documentário que narra o dia que esse time em 2013, ganhou a taça libertadores da America) aí entenderão porque sou Ga-lô!!!

o Registra dor...


Conviver neste mundo tão insano e injusto, sempre inquietou-me... mantenho os pés no chão, mas vivo com todas esperanças de transformações na imaginação. Fotógrafo compulsivo, registrei em negativos, e hoje digitalmente, muito daquilo que (vi)vi nos meus quase 40 anos de fotografia...Escrevo, como um impulso incontido de expressar aquilo que a maioria não foca ou nem tem sensibilidades para reflexões ou para debater sobre... pois vivemos numa era intercalada pela velocidade e pela introspecção crônica. Exponho sempre minha modesta compreensão desse estágio misantrópico .. Aposentado há pouco, deixando de ser apenas mais um escravo assalariado, ou mero receptor passivo da bula de obediência dos códigos e das informações engessadas no sistema opressor. Com a " carta de alforria" recebida, fiz-me um agente libertário e participativo na comunicação das novas mídias alternativas... Sobretudo, amo e vivo intensamente esse re descobrir, e o reciclar constante, sobre o qual medito e assimilo no dia a dia, todos os limites e nossas possibilidades reais... "feliz daquele que sente na mente e no coração a corrente elétrica da sua época"...
Horácio Féres            observador sócio ambiental.

Respeito virtual...

                   Todos nos precisamos de uma auto educação virtual...
ou seja; precisamos entender que estamos entrando numa nova época (era) sem volta, em q. as relações humanas daqui pra frente serão cada vez mais abertas, transparentes, e compartilhadas...mas q. isto não significa adentrar numa "terra de ninguém" ...
ou numa devastação incontrolável da nossa individualidade, como pode parecer num primeiro momento ...
E a auto educação deste comportamento virtual entraria aí para duas coisas essenciais:...ao respeito a enorme diversidade de opiniões, e de pensamentos, e a uma compreensão respeitosa nos debates e conflitos opinativos...diminuir a agressividade hoje tão gratuita nas posições e dos diálogos é vital importante...pois atrás de um teclado reside um voluntário "do vale tudo" seguidor da lei sem limites: como estou no anonimato...eu "faço do meu jeito porque não é ao vivo", e portanto não tenho que me conter em nada...está tudo liberado em especial o desrespeito ao próximo...
Minha pouca experiência em redes socais intensificada apenas de três anos para cá, me trouxe um enorme conhecimento do ser humano, conhecimentos dos quais jamais poderia adquirir nem imaginar sem a velocidade eletrônica de uma ferramenta poderosa como o Face B., em três anos constitui 1.132 Contactos, visitei o observei várias sites, mesmo sem ser convidado, mesmo porque a porta está aberta, e nessa curiosidade natural conheci o inimaginável do comportamento social outrora reprimido, ou como disse o escritor Humberto Eco, comportamentos só expostos em botecos, isso depois da terceira dose tomada, para aparecerem na cara limpa, ou dura...As pessoas se sentem "livres", e soltaram todos os freios...no fim é um "sai debaixo" que lá vem o rolo compressor da minha posição, indiferente ao que vc é como pessoa, ou o que vc pode achar do que eu aparento ser...
Penso mesmo que sem a auto educação não poderá haver uma relação proveitosa ou amorosa ...tornando-se algo simplesmente abusivo ou lesa tempo, ante um possível potencial de desenvolvimento moral e espiritual de cada um...
É o que concluí da minha parca e limitada experiencia em redes...um beijo a todos...e inté uma próxima...esperando ouvir contestações, com opiniões divergentes mas inteligentes, sobre isso q. postei, para que se faça sentido o relacionamento respeitoso e evolutivo...ainda q.virtual...

Amicães...

Tenho a sorte de conviver com a beleza. 
De vislumbrar ao meu redor sinais de grandeza. 
Sinais de inteireza. 
Sinais de alegria mais do que de tristeza.

Tempos...

quando alguém me diz "no meu tempo", eu pergunto a mim mesmo, o que essa pessoa está fazendo agora neste espaço, neste exato momento em que conversa comigo? ...
o que a leva a pensar que o "seu" tempo já foi?
ou q. não exista mais?...
Esses são uns dos meus muitos "ais"....

https://youtu.be/WwfwRULbSA8?list=RD6v9UZdglk2Y


Irene no Céu...

https://youtu.be/oARKLXIj6zw

Irene preta
Irene boa
Irene sempre de bom humor.
Imagino Irene entrando no céu:
- Licença, meu branco!
E São Pedro bonachão:
- Entra, Irene. Você não precisa pedir licença.

Manuel Bandeira BANDEIRA, M. Estrela da Manhã, 1936.



O PEIXE MORRE É PELA BOCA...

"Que horror é meter entranhas em entranhas, engordar um corpo com outro corpo, viver da morte ..." 
Augusto dos Anjos (hora da refeição)

A comercialização dos alimentos industriais é a causa da maioria das enfermidades e sofrimentos humanos no mundo atual. A busca de proteínas animais é uma falácia justificativa da crueldade contra os animais, isto foi inventada pelo instituto Pasteur na frança séc passado a pedido do lobby da industria do laticínio francês...
Hoje, séc 21, alimentar-se de carnes animais é o mesmo que contaminar o seu sangue, originando-se aí as inúmeras enfermidades, algumas crônicas...
 A mídia que também lucra muito com isto, está sempre incentivando, ou no máximo muda, quando o tema se trata de esclarecer sobre nutrição vital, sobre os agrotóxicos, e os tóxicos aditivos químicos letais, os corantes, os acidulantes, os conservantes, e demais químicos que intoxicam e envenenam nosso sangue...pois é justamente esta inconsciência que sustenta o tripé do sistema ...sua industria da morte: a alimentação comercial e criminosa, os medicamentos paliativos e sintomáticos, e o complexo hospitalar alopático...